Comprar calopsitas mansas

Instalações

 Comprar calopsitas mansas

 

Para calopsitas mansas, o ideal é mantê-las em gaiolas abertas, ou, se você quiser mantê-las soltas, em kidplays abertos. Abaixo, estão as principais recomendações para se ter um ambiente saudável para sua calopsita (no final desta página, há várias fotos de gaiolas, kidplays e brinquedos):

  • Na compra da gaiola, uma regra deveria ser seguida sempre: quanto maior a gaiola, mais feliz será seu pássaro. Assim, a recomendação básica é: compre a maior gaiola que seu dinheiro puder (mesmo que ele não seja tanto assim). Mas, em geral, as aves devem ser capazes de abrir suas asas sem tocar nas laterais da gaiola, e elas devem ser capazes de pular confortavelmente de um poleiro a outro. Quando empoleirada, a ave não deve tocar o topo da gaiola com a cabeça, bem as penas do rabo tocarem o chão. O tamanho mínimo de uma gaiola deve ser 40 cm de altura e 40 cm de largura, com uma porta grande de modo a permitir que a ave entre e saia com facilidade da gaiola.
  • As barras da gaiola não devem ser muito espaçadas (1 a 1,5 cm, com diâmetro de 4mm), pois a ave pode tentar sair e se enroscar (podendo morrer). Mas o espaçamento deve permitir que a ave escale as barras sem que os dedos ou pernas fiquem presos.
  • A gaiola deve estar sempre limpa, com comedouros e bebedouros lavados diariamente e comida e água trocados também diariamente. Os poleiros também devem ser limpos periodicamente, e não devem ser postos sobre os potes de comida e água (evitando que caiam fezes nesses). Deve ter vários poleiros, incluindo um poleiro plano para que a ave repouse os pés.
  • É recomendável também terum playground próximo à gaiola, para que ela se exercite diariamente, ou ter brinquedos variados dentro da gaiola, para entretê-la.
  • Coloque a gaiola em um local onde a família se reúna, iluminado (mas longe da luz solar direta), de temperatura constante e amena, longe de portas, janelas e halls (ou qualquer outro fator de mudança de temperatura, como aquecedores ou refrigeradores de ar), onde não passe corrente de ar e não haja trânsito grande de pessoas. Na hora de dormir, no entanto, elas devem ter um local tranqüilo, escuro e silencioso.

 

Para calopsitas selvagens, quando se têm por objetivo a reprodução de casais, as recomendações são um pouco diferentes:

 

 GAIOLAS

Deve se escolher gaiolas compridas, permitindo o exercício do vôo das aves. Para um casal, o tamanho ideal é de 1,0m x 0,40 m x 0,50m (respectivamente comprimento, largura e altura).

O ninho deve ser de madeira compondo uma caixa horizontal com 20 x 20 cm de frente, de preferência com uma entrada redonda e 35 cm de comprimento. Deve ser colocado do lado de fora, de preferência em uma das laterais.

No interior da gaiola, você deve colocar no máximo 2 poleiros de madeira de diâmetros diferentes, variando de 1,5cm a 2,5cm e instalados nas duas extremidades do gaiolão.

Depois de pronto, o gaiolão deve ser fixados em suportes, em quarto ou galpão ventilado, mas sem correntes de ar, se possível, recebendo sol pela manhã.

 

VIVEIROS

Excelentes voadoras, as Calopsitas ajustam muito melhor suas características biológicas aos viveiros do que às gaiolas.

 

Localização Deve ser próximo, facilitando a vistoria diária, minimizando perdas e acidentes. Deve ser protegido do vento frio através de paredes, quebra-ventos,cercas vivas etc e ser exposto para o leste ou norte para receber sol da manhã.

 

Dimensões e formas Para a reprodução, dá-se preferência a viveiros de formato retangular, abrigando cada um, apenas um casal. As medidas podem ser: 3,0m x 1,0m x 2,0m (comprimento, largura e altura). Os mais amplos (4,0m x 3,0m x 2,0m ) devem abrigar filhotes.


Materiais

Paredes - Preferência à alvenaria de tijolos de barro rebocados, pela durabilidade, isolamento térmico e acústico e maior proteção à roedores. Mas podem ser também de placas de cimento e de blocos de cimento revestidos de argamassa.

Cobertura - As telhas mais indicadas são as cerâmicas pois oferecem um bom isolamento térmico. As demais (fibra de vidro, plásticas, alumínio, etc) só devem ser usadas quando houver garantia de ventilação natural, pois podem funcionar como estufas e estressar as aves. Devem cobrir no mínimo 1/3 do viveiro, protegendo os comedouros e ninho.

Tela - Deve ser galvanizada, podendo ser articulada (losangular) ou rígida (quadrangular ou retangular).Para evitar a entrada de ratos no viveiro, deve apresentar malha de meia polegada e fio 18 (1/16 polegada). Pode ser fixada em caibros de madeira resistente e tratada em canos galvanizados de 3/4 de polegada.

Piso - Toda a base do viveiro deve ser de concreto, com escoamento para água e revestido com uma camada de areia.

 

Componentes Internos Devem ser utilizados apenas dois poleiros de madeira, com os mesmos diâmetros recomendados para os gaiolões, localizados nas duas extremidades, um na área externa e outro próximo ao ninho, mas fora da área do comedouro e bebedouro. O ninho deve ser de fácil acesso para vistorias e anilhamento de filhotes sem a necessidade de entrar no viveiro. As vasilhas com os alimentos e água (barro ou louça), devem ser apoiadas num suporte que dá acesso ao corredor central, através de uma pequena porta.

 

 

FOTOS DE KIDPLAYS

 

FOTOS DE GAIOLAS

 

FOTOS DE BRINQUEDOS

 

FOTOS DE COBERTORES

 

FOTOS DE NINHOS

 

 

FOTOS DE COMEDOUROS, BEBEDOUROS E BANHEIRAS



Aceitamos cartões de crédito.